Compre sua passagem

Compre sua passagem

Evolução

Compre sua passagem

Por favor, preencha os campos abaixo:

Instruções de Compra
X

Instruções de

Compra

Como efetuar uma consulta e optar pela compra

  1. Indique as localidades de origem e de destino e a data da viagem. Em seguida, clique em "Consulte";
  2. Escolha o horário de maior interesse clicando no número do serviço;
  3. Visualização do serviço: horário de partida, previsão de chegada, número do serviço e valor da passagem. Abaixo destas informações, você encontrará o mapa do carro, com todas as poltronas disponíveis;
  4. Após a escolha da(s) poltrona(s), clique em "Adicionar ao Carrinho";
  5. Na tela seguinte, você deve ler o "Aceite" e então será direcionado à página de Identificação ou Cadastro. Caso já possua um e-mail e senha cadastrados no site, informe-os para prosseguir com a compra. Se for seu primeiro acesso, clique em "CADASTRO" e preencha o formulário para obter a sua "Identificação";
  6. Após efetivar o cadastro, você entrará em uma tela para confirmação da reserva, escolhendo a opção de
  7. pagamento entre as bandeiras VISA e MASTERCARD;
  8. Você entrará no ambiente de segurança da operadora escolhida e irá registrar os dados do seu cartão,
  9. efetivando, desta forma, a compra online;
  10. Após a efetivação da operação, aguarde a visualização do “voucher” (comprovante de compra).

IMPORTANTE

  1. A tela da operadora não serve como comprovante para retirada do bilhete – AGUARDE A VISUALIZAÇÃO E EFETIVE A IMPRESSÃO DO VOUCHER.

Para comprar online

  1. Indique as localidades de origem e de destino e a data da viagem sem acentuar. Em seguida, clique em "Continue";
  2. Você será direcionado para o ambiente de vendas do grupo JCA. Escolha o horário de maior interesse clicando no campo de marcação do horário e serviço desejado;
  3. Todas as etapas, ficarão registradas no carrinho de compras, na lateral direita;
  4. Após a escolha do(s) horário(s), e clique em "Avançar";
  5. Clique na(s) poltrona(s) desejada(s), e clique em “Avançar”;
  6. Na tela seguinte, você deve preencher os campos com a identificação (Nome Completo e RG) de quem irá viajar;
  7. Na etapa de pagamento, você deverá escolher a bandeira do cartão de crédito, incluir os dados do titular do cartão e escolher a forma de parcelamento.
  8. Muito importante: SEMPRE COLOCAR O EMAIL DE QUEM RECEBERÁ A CONFIRMAÇÃO DE COMPRA.
  9. Ler o contrato de transporte rodoviário e clicar no box “Eu aceito a política de privacidade e com as condições gerais do contrato de transporte rodoviário”;
  10. Após finalizar a operação, aguarde a visualização do “voucher” (comprovante de compra).

IMPORTANTE

  1. A tela da operadora não serve como comprovante para retirada do bilhete – AGUARDE A VISUALIZAÇÃO E EFETIVE A IMPRESSÃO DO VOUCHER.
  2. A retirada do bilhete somente poderá ser feita em uma das agências próprias da empresa, em um terminal rodoviário

Em 08 de junho de 1949, concluiu-se a incorporação da Expresso Bandeirantes Viação S.A. à Viação Cometa S.A. Em 02 de outubro de 1950, a Rápido Serrano Viação S.A. também se juntou ao grupo.

Logo após a ligação São Paulo – Santos, novas linhas começaram a ser implantadas, como São Paulo – Campinas, São Paulo – Jundiaí e muitas outras conexões pioneiras para o interior do Estado.

Em 08 de dezembro de 1951, a Viação Cometa recebeu a concessão de sua primeira linha interestadual, São Paulo – Rio de Janeiro, que fazia o trajeto pela recém construída Rodovia Presidente Dutra.

Já em 18 de março de 1954, foi apresentada a nova frota da linha São Paulo – Rio de Janeiro, composta por 30 ônibus norte-americanos GM Coach modelo PD-4104, batizados de “Morubixaba” – chefe das tribos indígenas brasileiras. Moderníssimo para a época, com design revolucionário, carroçaria de alumínio, janelas panorâmicas, vidros rayban, suspensão a ar dianteira e traseira, ar condicionado, motor diesel traseiro transversal de 6 cilindros, 2 tempos e 211 cv. Foi o ônibus de maior sucesso no Brasil nas décadas de 50, 60 e início dos anos 70.

Em maio de 1962, foi inaugurada uma nova garagem central em São Paulo, que é a sede da Companhia até hoje.

Na década de 60, a Viação Cometa tinha cerca de 300 Mercedes-Benz, modelos Super B, Senemby e Flecha Azul, sendo uma das maiores frotistas Mercedes do mundo. Em 1961, entraram na frota, e dela tomaram conta, os Scania. A Viação Cometa S.A. tornou-se a maior frotista Scania do mundo, marca exclusiva da segunda metade dos anos 70 até o final de 2002. Foram utilizados o B-75, B-76, B-76 Super, B-110, BR-115 Super, BR-116, K-112, K-113 e K-124.

 

Em 1970, a suspensão a ar nacional e motor turbo, que equipavam o Turbo Jumbo, foram introduzidos.

As carroçarias de duralumínio utilizadas pela Cometa, apesar do custo mais elevado, apresentam várias vantagens. Por serem bem mais leves, poupam esforço inútil ao motor, freios e demais componentes mecânicos, diminuem o consumo de pneus e combustível, proporcionam maior aceleração, agilidade e manutenção da velocidade, têm maior durabilidade, pois não sofrem a ação da oxidação sob a forma de ferrugem, e ainda, maior elasticidade, o que minimiza os danos nos casos de colisões.

Os ônibus batizados de Papo Amarelo, Flecha de Prata, Jumbo B, Jumbo C, Jumbo G, Setebelo, Turbo Jumbo, Dinossauro e Dinossauro II foram encarroçados pela Ciferal, que entrou em concordata em 1982.

Como a Cometa já possuía uma tecnologia avançada em carroçarias com estrutura monobloco em duralumínio, partiu para a fabricação própria, uma vez que no mercado não havia nenhum outro fornecedor de tais carroçarias.

Em maio de 1982, foi dado o início da construção da fábrica e em 16 de março de 1983 a C.M.A. – Companhia Manufatureira Auxiliar – foi homologada junto ao CDI – Conselho de Desenvolvimento Industrial. Em abril de 1983, saía o primeiro ônibus fabricado em casa, o Flecha Azul.

Embora parecido com seu antecessor, o Dinossauro II, este carro tinha nova estrutura que proporcionou considerável redução de peso, nova distribuição das janelas para evitar a disposição de poltronas frente às colunas, e o mais completo painel de ônibus já fabricado no Brasil, com voltímetros, amperímetros, manômetros de óleo, ar e turbina, termômetros de água e óleo, conta-giros, horímetro, tacógrafo e diversas luzes “espia”, além de alarmes sonoros. E ainda, poltronas revestidas com um material nobre, o couro legítimo.

Equipado com câmbio automático computadorizado surgiu o Flecha Azul Automático. Com um aumento de 10cm na altura do veículo e câmbio mecânico, foi a vez do Flecha Azul II. Já a eliminação da janela rebaixada e nova distribuição das janelas deu origem ao Flecha Azul III. As rodas de alumínio complementaram o Flecha Azul IV; e os vidros na parte inferior da porta e alterações internas, o Flecha Azul V e VII. Com aumento de altura, cabine fechada, ar condicionado, vidros colados e poltronas leito nasceram o Flecha Azul VI e Flecha Azul VI B. A tampa do motor fechada, câmbio confort shift ou optcruiser vieram complementar o Flecha Azul VIII.

Rompendo com o modelo anterior, surge um ônibus com três eixos, vidros fixos, ar condicionado nos veículos convencionais, nova programação visual com um Cometa estilizado na lateral e chassi SCANIA K-124 IB 6X2. Denominado Cometa, o veículo começou a operar na linha São Paulo – Franca em 29 de abril de 2000.